cpap artigos outubrofonoaudiologia-e-apneia-do-sono copiar
7 de agosto de 2018

A fonoaudiologia pode me ajudar no tratamento da apneia do sono?

Você já sabe que o ronco é um dos primeiros sintomas da apneia do sono e, muitas vezes, percebido apenas por companheiros e familiares, já que nem sempre o paciente tem noção do ronco ou de suas paradas respiratórias enquanto dormem.

Mas, algo que poucos pacientes sabem é que, assim como quem não faz exercícios possui uma “barriga flácida”, a falta de tonicidade muscular na região do nariz e boca também pode ser responsável por limitar a respiração durante o sono. Ou seja: a falta de tonificação muscular na região oronasal também causa roncos e até apneia.

E você já ouvir falar sobre a fonoterapia? Não? Então o artigo abaixo é para você. 

Confira o que é a fonoterapia e como ela pode auxiliar em sua terapia do sono.

O QUE É A FONOAUDIOLOGIA?

O fonoaudiólogo é responsável pelo estudo e tratamento da relação existente entre a fala e as funções neurovegetativas como a mastigação, deglutição e aspectos funcionais da respiração.

Este profissional pode ajudar o paciente a entender como seus hábitos orais negativos podem afetar a função auditiva, linguagem oral e escrita, voz, articulação da fala e dos sistemas orofaciais.

E O QUE É A FONOTERAPIA?

Quando em investigações iniciais o fonoaudiólogo identifica um mal funcionamento da musculatura oral (mastigação, respiração e fala) e com o complemento de exames realizados para entender o funcionamento da musculatura oral, este profissional tende a “receitar” a fonoterapia, um tratamento multifuncional criado para ajudar a restabelecer funções oronasais e conquistar uma terapia do sono ainda melhor.

O tratamento da fonoterapia caracteriza-se por uma série de exercícios que promovem o fortalecimento e posicionamento adequado da musculatura enfraquecida. 

QUAL A RELAÇÃO ENTRE A APNEIA DO SONO E A FONOTERAPIA?

Segundo o Ministério da Saúde, a apneia pode ocorrer mais de cinquenta vezes numa noite e cada parada respiratória dura em média vinte segundos. Os resultados no dia a dia, como você já sabe, podem ser desastrosos.

Em nosso blog costumamos falar bastante sobre alguns hábitos e problemas de saúde que prejudicam ou causam a apneia, como a obesidade, o consumo excessivo de álcool e comidas ricas em gorduras saturadas, mas fatores clínicos da oftalmologia e da ortodontia também podem ser causadores da apneia.

Por exemplo: pacientes com bruxismo tendem a mudar a anatomia da arcada dentária ou problemas respiratórios de desvios ou rinossinusite também interfere em como respiramos durante o sono e, consequentemente, na possibilidade da recorrência de roncos e apneia.

Por isso, um artigo publicado em 2007 no International Archives of Otorhinolaryngology diz que “o tratamento fonoaudiológico poderia ser considerado uma nova terapia para a roncopatia e para a apneia obstrutiva do sono, devido à sua ação direta na mobilidade oral. A terapia inclui exercícios funcionais (respiratório, sucção, deglutição e mastigação) e exercícios musculares com o objetivo de aumentar o tônus ​​e a mobilidade das estruturas orais e cervicais que, normalmente, podem estar danificadas em pacientes apneicos.” 

Assim, conforme estudos realizados pela Associação Brasileira de Sono em parceria com o  Laboratório do Sono do Instituto do Coração (Incor), resultados mostram que, além de um tratamento benéfico para a saúde respiratória, foram registradas diminuições significativas nas paradas respiratórias enquanto o paciente dorme e um aumento gradual da oxigenação do sangue. 

Atenção!

É importante lembrar que a fonoterapia na apneia do sono é um tratamento indicado para casos leves e complementar ao uso do CPAP, devem sempre ser acompanhados por uma equipe clínica multidisciplinar e que, para funcionar corretamente, o paciente deve estar disposto a realizar mudanças em seu estilo de vida, como perder peso, alimentar-se de forma mais saudável e manter uma rotina de exercícios físicos.

PREVENIR É O MELHOR TRATAMENTO

Lembre-se de que hábitos saudáveis e tratamentos alternativos devem sempre ser acompanhados por seu médico de confiança e um especialista do sono e o uso do CPAP não deve ser interrompido, a não ser que haja indicação médica.

Conte sempre com a CPAP FIT e a OXI Saúde para acompanhar seu tratamento com profissionais prontos para te atender sempre que necessário.

Qualquer dúvida entre em contato com nossa equipe.

Contato:

contato@cpapfit.com.br

(48) 3065-0111

(48) 99135-1111

Para mais dicas, acompanhe a CPAP FIT no blog, Facebook e Instagram.

CPAP Fit

A CPAP FIT é um ecommerce especializado em produtos médicos hospitalares.

FRETE GRÁTIS PARA TODO O BRASIL Confira o regulamento.
12X SEM JUROS NO CARTÃO
FRETE GRÁTIS PARA TODO O BRASIL