20 de outubro de 2020

Problemas respiratórios e covid 19

Em outubro o Brasil completa nove meses de medidas restritivas rígidas para combate ao novo coronavírus e, enquanto uma vacina eficaz e segura não é aprovada pelos órgãos oficiais, ainda devemos manter cuidados para cuidar da saúde coletiva.

Embora os estudos sobre a Covid-19 ainda estejam em andamento, já se sabe que o sistema respiratório é o mais afetado, segundo a Agência Brasil de notícias. Por isso, pacientes de comorbidades respiratórias, como a apneia do sono, devem reforçar os cuidados a cada momento.

Neste artigo vamos falar um pouco sobre como a Covid-19 tem afetado os cuidados com problemas respiratórios e apneia do sono, incluindo a manutenção do tratamento com CPAP. Confira.

RELEMBRANDO O NOVO CORONAVIRUS

Segundo o Ministério da Saúde, a “COVID-19 é uma doença causada pelo coronavírus, denominado SARS-CoV-2, que apresenta um espectro clínico variando de infecções assintomáticas a quadros graves. De acordo com a Organização Mundial de Saúde, a maioria (cerca de 80%) dos pacientes com COVID-19 podem ser assintomáticos ou oligossintomáticos (poucos sintomas), e aproximadamente 20% dos casos detectados requer atendimento hospitalar por apresentarem dificuldade respiratória, dos quais aproximadamente 5% podem necessitar de suporte ventilatório.”

Nos últimos meses os casos de pacientes assintomáticos têm crescido. Entretanto, os principais sintomas, de leves a graves, são:

  • alteração do paladar;
  • cansaço;
  • coriza;
  • dificuldade para respirar;
  • diminuição do apetite;
  • dor de garganta;
  • falta de ar;
  • febre;
  • perda de olfato Tosse;
  • náuseas, vômitos e diarreia.

Ainda em outubro, as principais medidas de proteção contra a contaminação da doença continuam sendo o distanciamento social, uso de álcool 70% para limpeza de mãos e objetos e o uso de máscaras faciais que evitam a proliferação de fluidos de pessoa para pessoa.

Algumas das sequelas já observadas e estudadas são a falta de ar, respiração difícil e mudança de gostos de alimentos e bebidas, mudanças de cheiros e, mais recentemente, sequelas neurológicas ainda em investigação.

COMO A COVID AFETA O SISTEMA RESPIRATÓRIO

Ainda segundo a Agência Nacional de notícias, o novo coronavírus infecta as células dos pulmões, se multiplicando e contaminando outras regiões do corpo. 

Essa inflamação causada no pulmão pode resultar em uma pneumonia ou insuficiência respiratória, quando o paciente precisa de respiração mecânica.

Para pacientes que já apresentam alguma alteração respiratória como DPOC (doença pulmonar obstrutiva crônica), doenças cardíacas, doenças metabólicas e imunodeprimidas a atenção deve ser redobrada, já que são considerados do grupo de risco. Ou seja, têm mais chances de sofrer graves complicações geradas pelo ataque da Covid-19 ao sistema imunológico.

A COVID-19 EM PACIENTES DE APNEIA OBSTRUTIVA DO SONO

Como a apneia do sono é uma doença respiratória que já insere seus pacientes no grupo de risco do novo coronavírus, o cuidado deve ser redobrado.

O fato de a apneia ser caracterizada por constantes paradas respiratórias durante o sono causa uma série de outras complicações, como hipertensão, hipoxemia noturna, obesidade, ansiedade depressão, e, principalmente, baixa atividade do sistema imunológico.

Para esclarecer mais dúvidas de pacientes da apneia sobre a Covid-19 e a continuidade do tratamento com o aparelho CPAP, a Especialista do Sono, responsável técnica pela CPAP FIT e OXI Saúde, Deise Solner respondeu algumas perguntas para te ajudar a se cuidar em tempos de pandemia.

Qual a importância de continuar o tratamento da apneia do sono nessa época?

“Dormir bem é fundamental para a manutenção da saúde e uma noite noite de sono ajuda na liberação hormonal melhorando o sistema imunológico, fortalecendo nosso organismo para combater o vírus”.

E como continuar utilizando o aparelho CPAP durante a pandemia?

“É importante que os pacientes estejam em contato constante com sua equipe multidisciplinar (médicos e especialistas do sono) para determinar a continuidade do tratamento. Além disso, alguns pontos devem ser avaliados, como: se o paciente de apneia mora com outras pessoas do grupo de risco e se ele está ou não diagnosticado com Covid-19”.

Por que?

“No caso de pacientes que estão ativos (trabalhando fora de casa ou mantendo a vida social ativa), ele deve avaliar com o médico sobre a possibilidade de espalhar o coronavírus através da dispersão do aerossol da máscara. Se esse paciente morar com pessoas do grupo de risco, há a possibilidade de transmitir a doença para outros moradores.

A possibilidade de esse paciente deixar de usar o CPAP durante o tratamento da Covid deve ser avaliado, já que deixar de usar o CPAP para dormir pode interromper abruptamente o tratamento, fazendo com que a qualidade do sono caia junto da imunidade”.

E para pacientes que vão continuar o tratamento da apneia com CPAP durante a pandemia de Covid-19?

“O primeiro passo é manter o acompanhamento com um especialista. O segundo é tornar a limpeza do aparelho ainda mais rígida, como desmontar a máscara e demais acessórios todos os dias, limpar bem, deixar de molho na água morna com sabão neutro quando possível, Higienizar o equipamento e o local aonde ele fica com álcool 70%, se conscientizar de que o uso do aparelho é pessoal. É o paciente quem deve realizar a limpeza.

Cada aparelho e acessórios têm um manual de limpeza de acordo com regras do fabricante. É importante ler esse manual com atenção e até considerar a troca de máscaras e acessórios que possam estar acumulando sujeira durante esse período”.

Para novos pacientes da apneia do sono, o que eles devem fazer durante a pandemia?

“A polissonografia, exame que oficializa a existência da apneia em pacientes está com diversas limitações durante este período para evitar contágios entre pacientes e profissionais, mas é importante estar em contato com sua equipe multidisciplinar de saúde e consultar a melhor opção para início do tratamento.

No mercado já há algumas opções de aparelhos que podem ser levados para casa e que serão higienizados cuidadosamente após o uso.

Na hora de comprar ou alugar o aparelho, o paciente pode escolher pela compra online ou pelo atendimento pessoal. Neste caso, deve-se entrar em contato com a loja e agendar um horário para manter a segurança de todos”.

Para finalizar, existe algum benefício do CPAP do tratamento da Covid-19?

“Essa pergunta é importante, já que alguns pacientes têm confundido o aparelho CPAP com os respiradores mecânicos utilizados nos hospitais. Eles não são a mesma coisa e não tem a mesma função! O único benefício que o CPAP fornecerá aos pacientes da apneia é a saúde e o descanso importante para manter a imunidade alta”.

É HORA INICIAR SEU TRATAMENTO DA APNEIA DO SONO?

Se você está pensando em fazer a manutenção de seu tratamento da apneia durante essa época de novos tempos, cuide-se, cuide de sua família e conte com o comprometimento da CPAP FIT e da OXI Saúde para te auxiliar. Mas não se esqueça: nossas dicas e curiosidades não substituem o acompanhamento clínico multidisciplinar que a Covid-19 e a apneia do sono exigem!

Lembre-se de procurar o melhor especialista em CPAP para acompanhar sua evolução e tirar dúvidas.

A CPAP FIT e a OXI Saúde contam com profissionais e aparelhos de adaptação presencial e remota.

Consulte a disponibilidade da OXI Saúde em sua cidade e agende uma avaliação.

Contato:

contato@cpapfit.com.br

(48) 3065-0111

(48) 99135-1111

Para mais dicas, acompanhe a CPAP FIT no blog, Facebook e Instagram.

CPAP Fit

A CPAP FIT é um ecommerce especializado em produtos médicos hospitalares.

FRETE GRÁTIS PARA TODO O BRASIL Confira o regulamento.
12X SEM JUROS NO CARTÃO
FRETE GRÁTIS PARA TODO O BRASIL