otimização-artigo-bipap-ou-cpap_-saiba-qual-é-a-diferença-entre-os-dois-aparelhos
15 de fevereiro de 2022

BIPAP ou CPAP: Saiba qual é a diferença entre os dois aparelhos

Pacientes que fazem terapias respiratórias costumam receber uma prescrição para utilizar um equipamento que auxilia no ato de respirar. Essa máquina pode ser CPAP ou BiPAP. É nesse momento que surge a dúvida: qual a diferença entre os dois aparelhos?

Primeiro, é importante saber que ambas as opções são recomendadas para quem está em tratamento para apneia do sono, doenças respiratórias e/ou cardiorespiratórias. 

Mas há detalhes que diferenciam os dois aparelhos e podem influenciar muito no dia a dia do paciente. Então, se você está em dúvida, acompanhe esse material que criamos para te explicar tudo sobre o assunto!

CPAP ou BIPAP: conheças os detalhes desses aparelhos

Se você estiver se perguntando se deve escolher o CPAP ou BiPAP, saiba que a principal diferença entre esses aparelhos está no fluxo de pressão positiva para o tratamento de apneia do sono. 

As máquinas de CPAP fornecem um fluxo constante e contínuo de ar pressurizado às vias aéreas do paciente, a fim de evitar que elas entrem em colapso durante a noite, algo que pode ser causado pelo relaxamento dos tecidos da traquéia. 

Já o BiPAP é um dispositivo binível, que permite a configuração de dois níveis diferentes de pressão: uma sobre a inspiração (IPAP) e outra sobre a expiração (EPAP).

Esse modelo duplo (binível) facilita a expiração (EPAP), fazendo com que o esforço para exalar seja mais baixo. Dessa forma, a adaptação costuma ser tranquila. 

Os equipamentos BIPAP são indicados para diferentes tipos de tratamento, inclusive para pacientes que necessitam de apoio respiratório em períodos maiores que 12 horas.

Em muitos casos, quando se trata de CPAP ou BiPAP, sabemos que o segundo facilita o uso por trabalhar com diferentes níveis de pressão (inspiração e expiração). Mas, devido ao custo mais elevado, muitos médicos e especialistas acabam receitando o uso do BIPAP somente em casos extremamente necessários, nos quais não caberia uma adaptação com CPAP.

Quem se beneficiaria da terapia BiPAP?

O BiPAP é usado para tratar a apneia central do sono e/ou a apneia obstrutiva do sono grave. Também é prescrito para pacientes que possuem dificuldade respiratória, doenças neuromusculares e doenças cardíacas.

Também vale conhecer essa curiosidade: o nome BiPAP é registrado pela marca Philips Respironics. Os aparelhos biníveis da Resmed são chamados de VPAP.

Como saber se você precisa do CPAP ou BiPAP?

Após um estudo de titulação de CPAP/BIPAP e associações do histórico do paciente com doenças de base, o seu médico especialista no sono irá determinar quais são as configurações ideais de pressão para o uso do aparelho.

Dessa forma, será possível definir qual tipo de equipamento é o mais indicado para a resolução dos seus eventos respiratórios e demais patologias associadas.

Qualidade de vida com CPAP ou BiPAP

A terapia com CPAP ou BiPAP promove diversos pontos positivos para a saúde de quem sofre com problemas respiratórios. Contudo, o mais notável é a melhora na qualidade de vida.

Afinal, sem ter o esforço de respirar à noite ou durante o dia, o paciente se sente mais disposto para as tarefas do cotidiano

Assim, não há a fadiga muscular gerada pela força feita ao tentar inspirar e expirar, o que beneficia até mesmo nos bons resultados de exercícios físicos. 

Como funciona o ajuste de pressão automático do BiPAP?

Para pacientes que precisam de um ajuste de pressão mais alto, a expiração do ar pode ser difícil, como se tivessem que forçar a respiração para fora.

Nesses casos, o BiPAP pode ser configurado para incluir um recurso de tempo e medir a quantidade de respirações por minuto que uma pessoa deve receber. Assim, evita-se que o tempo entre as respirações exceda o limite definido e aumentando temporariamente a pressão do ar para que o paciente volte a respirar normalmente.

Já o aparelho de CPAP só pode ser configurado para uma única pressão (inspiração) que permanece constante durante a noite.

É importante saber ainda que alguns modelos de CPAP possuem um recurso de rampa, que começa com uma configuração de pressão mais baixa e aumenta gradualmente até a prescrita. Também contam com APE ou AFLEX (o alívio de pressão expiratória), que ajuda o paciente a expirar mais facilmente.

Existem efeitos colaterais?

Alguns pacientes podem sentir determinados efeitos colaterais, como dores de cabeça; rinite ou coriza; congestão nasal; dor de garganta; irritação nos olhos e na pele; e indigestão. 

CPAP ou BiPAP: já conhece as diferenças?

Agora, conte para nós: gostou de conhecer esses detalhes? Já sabe escolher entre o CPAP ou BiPAP?

Confira os produtos disponíveis em nossa loja virtual! E, se precisar de ajuda, saiba que pode sempre contar conosco.

CPAP Fit

A CPAP FIT é um ecommerce especializado em produtos médicos hospitalares.

FRETE GRÁTIS PARA TODO O BRASIL Confira o regulamento.
12X SEM JUROS NO CARTÃO
10% DESCONTO NO PIX OU BOLETO